AutoCad Autodesk Inventor Fabrica do Projeto Gerenciamento de Projetos Softwares CAD SolidEdge Solidworks

Debate FP: Metodologia para organização de desenhos e projetos digitais

 
Participe deste novo debate promovido pela Fábrica do Projeto sobre um assunto diretamente ligado a todos os profissionais de Engenharia, desenho e projeto: A Metodologia de Organização para Arquivos de Desenhos e Projetos Digitais. O debate parte do relato e pedido de nosso colega Rafael P. Benicio, descrito abaixo:
 
 
project-management
 
Nossa empresa fábrica máquinas agrícolas. Estamos no mercado há mais de 10 anos e os projetos são de nossa autoria. No entanto desde a criação da empresa não temos uma metodologia definida de como arquivar os nossos desenhos de uma maneira lógica. A cada novo projetista que entra na empresa gera-se uma serie de conflitos, principalmente quando há alterações em desenhos. Por exemplo, um determinado eixo passa por uma alteração, no entanto é necessário guardar a versão alterada caso haja solicitação de um cliente antigo. Temos uma grande deficiência nesta parte. Há casos em que enviamos peças erradas a clientes por o desenho ter sofrido alteração e a versão anterior ter se perdido...
 
Participação e comentários dos usuários:
 

Essa questão de lógica para organização dos desenhos e Projetos a meu ver é muito simples e ao mesmo tempo complicado. Simples pelo fato de que se deve criar uma regra para codificação (Numeração dos desenhos e linká-los com as revisões).

Por exemplo, se a empresa fabrica equipamentos especiais para cada cliente fica mais fácil, pois se pode linkar os números dos desenhos e revisões com o número das ordens de fabricação.

Caso a Empresa tenha produtos pré-definidos e com o tempo surjam melhoria s nos projetos deve se adotar uma sequência lógica, isso vai exigir bastante espaço para armazenamento dos desenhos do equipamento. Segue modelo abaixo:

  1. Criem uma pasta com o Nome do cliente e o número da ordem de serviço.
  2. Dentro desta pasta aloquem os desenhos do equipamento com uma codificação lógica, por exemplo:
    1. Número da OF;
    2. Sigla com o nome do equipamento;
    3. Número sequencial dos desenhos;
    4. E por fim o número da Revisão.

Espero que tenha ajudado um pouco este assunto é um tanto quanto complexo para explicar por meios digitais.

Atenciosamente.

Everton Gonçalves


Ao meu ver, a questão da nomenclatura dos desenhos e posterior forma de organização dos mesmos, envolve algo muito simples e ao mesmo tempo complexo, que nos leva a crer, que a parte que se destaca neste contexto, e que por vezes não é levada tão a sério, é a disciplina, que aliada ao comprometimento da equipe, resultará em um sistema com falhas menores.

Acredito, que uma forma interessante de arquivamento de desenhos, que inicialmente seria algo trabalhoso, mas que com a inserção do processo no cotidiano de todos, ficaria de fácil utilização, seria da seguinte forma, sequência lógica: Ex.: "Planta/Área/Setor/Máquina/Desenho da peça.".

Desta forma,o sistema será alimentado com dados, facilitando a rastreabilidade posterior, objetivando a melhor situação de busca, entendendo que uma vez registrado, as próximas vezes, será de melhores resultados, onde, será dividido cada desenho/projeto, por áreas,máquinas, fornecedores. A revisão de cada desenho, ficará registrado no próprio arquivo, discriminando o que era e o que foi modificado. Com a necessidade de uma possível utilização do desenho posterior a modificação, poderia criar uma pasta com desenhos obsoletos, contendo a mesma divisão hierárquica, da árvore de sequência lógica.

Precisamos entender, que nenhuma forma de arquivamento, por mais tecnológico e moderno que possa ser, terá o efetivo sucesso, se não houver total cumplicidade e comprometimento do seus usuários, e principalmente a disciplina aliada a organização.

Agradeço à atenção de todos, e espero ter contribuído de alguma forma.

Sds.

Leonardo Becker
Projetista Mecânico
Joinville SC 


O maior problema enfrentado nestes casos é a falta de um sistema de gerenciamento dos arquivos. Por isso sugiro pesquisar sobre GED (Gerenciamento Eletrônico de Documentos), pois há necessidade de um banco de dados e gerenciamento dos documentos nele contidos, que nestes casos é o desenho, que pode ser o próprio arquivo (dwg, sldprt, outros..) ou o que é mais seguro, disponibilizar sempre uma cópia deste arquivo em formato de imagem, o que torna acessível mais facilmente no processo pelos outros.
 
Uma pesquisa na internet sobre o assunto GED não será difícil encontrar uma empresa especializada em GED.
 
Espero ter ajudado um pouco.

PAULO FAUSTINO DO NASCIMENTO
Micro Empresário
SBCAMPO


Este assunto realmente é sempre polêmico em empresas que não tem um sistema que controle os documentos, já trabalhei em várias empresas onde o controle era feito diretamente pelos projetistas, outras tinha um sistema de gestão dos projetos, sobre a codificação, nomenclatura ou código do projeto acredito ser o mais simples, primeiro tem de haver uma "norma interna para codificação de desenhos" gerada pelo setor de qualidade, e essa norma deve ser passada sempre para os projetistas novatos ou validada com os atuais, mostrando a "regra" a ser seguida.
Sobre a codificação, nomenclatura ou código do projeto, basta somente a empresa decidir que sequencia lógica "interna" deve ser seguida, talvez, batizar os modelos de maquinas:
(Ex: ZSR);
Aplicar o ano de fabricação ou do projeto:
(Ex: ZSR - 2013);
Aplicar uma sequencia de acordo a parte construtiva do equipamento:
(Ex: ZSR-2013-A);
Aplicar uma sequencia de acordo a parte projetada, se chaparia C, se eixos, E, se montagem M:
(Ex: ZSX-2013-A-C);
Aplicar uma sequencia de acordo a revisão:
(Ex: ZSX-2013-A-C-01).

Espero ter ajudado.

Abraço a todos os companheiros.

Hildegardo Santos
Desenhista Projetista
FORD DIVISÃO TROLLER


Certa vez enfrentei uma situação desta, mas, em uma planilha do excel, criei alguns códigos em vb que me ajudaram muito.
1 - Permitiu o cadastro detalhado do desenho;
2 - Permitiu a duplicação para alterações, salvando com nomes diferentes, sendo que a nova versão era o que diferenciava o nome dos arquivos;
3 - Permitiu criar um emissor de OS, facilitando a inclusão das informações do projeto na OS.

Obs: Por ser uma programação em VB, me deixou livre para criar outras funções que facilitariam minha vida posteriormente.

Todavia, quaisquer tipo de atitude que tomemos nestes casos, os projetistas envolvidos nas alterações futuras deverão cumprir protocolos de maneira que não altere o funcionamento de um sistema desenvolvido pela empresa.

Espero ter ajudado.

Léo Benzion
Desenhista/Projetista Autônomo
Contagem/MG


Em projetos que fiz para uma empresa de capotas no SolidWorks, utilizei a tabela que é gerada dentro do solid mesmo, onde pode criar essa variação e armazenar as peças antigas e a montagem relacionada, e se mudou o eixo, conforme o teu e-mail, é só criar ele e adicionar na montagem com a referência nova e assim fazer todas as alterações sem criar confusão com a troca de projetistas.

Cristiano Tisott
Supervisor/ Projetista
Gedoz Comércio de ferros
Caxias do Sul - RS


Existem vários sistemas de controle de documentação e desenhos de engenharia.
Porém, não em como exerce este controle de forma efetiva sem burocratizar.
Então a solução é buscar a menor burocratização possível.
Primeiramente define-se uma numeração lógica, para identificar peças, versões, área da empresa, ou qualquer outro vinculação necessária.
E muito mais importante é possuir uma área, ou pessoa responsável por concentrar e receber os desenhos. E esta pessoa protocolará o recebimento, fará a numeração do arquivo, bem como das páginas que compões o projeto, fará uma CAPA de identificação do projeto contendo a relação de tudo que compõe (desenhos, memoriais descritivos, relatório, etc), e por fim ela fará o arquivamento, e disponibilizará para que os empregados da empresa consultem.

Joaquim Pinheiro de Oliveira Neto
Engenheiro
BRASILIA


 
Anos se passaram, e certos profissionais não se conscientizaram de que é necessário além do relacionamento interpessoal no trabalho,contribuir e ter bom senso na hora de resolver certas questões, afinal de contas ele está sendo pago para tal, não para dificultar ou achar que tem que ser como ele quer, tentando aplicar o mesmo método que adquiriu na empresa anterior.
Concordo com o PAULO FAUSTINO, o sistema é semelhante ao aplicado na Petrobras, onde prestei serviço durante mais de 7 anos.
Reunião com a equipe de projetos é necessário para definir qual o melhor método para resolver a situação, afinal de contas não é nenhum bicho de sete cabeças, o que está faltando é só toda a equipe ter o mesmo objetivo, dar lucro a empresa, trabalhando sem conflitos, para não gerar baixo rendimento e rancores entre os colegas.Obrigado, espero ter colaborado.
 
Raimundo José dos Santos
Projetista Sênior
Salvador/Bahia

 

Concordo e muito com Sr. Raimundo. Não só a equipe de projetista, mas todos colaboradores devem trabalhar de forma pré-estabelecida pela empresa para manter um padrão de qualidade e rendimento. Imagine a cada novo soldador ter que trocar todos os gabaritos de montagem, ou a cada torneiro novo ter que adquirir novas tolerâncias de folgas, só pra atender os "caprichos" de "profissionais cheios de barda". Quando você entra num carro é pra dirigir com as condições dele, com ou sem ar ou direção hidráulica, etc. Não sei se o método utilizado pela nossa empresa é o melhor, trabalhamos com Solidworks e fazemos backup antes de toda alteração, "preparar e enviar", e salvamos em .zip, toda peça é salva em grupo específico e com códigos que jamais, jamais são reutilizados. Quando precisamos de desenhos antigos, simplesmente fechamos todos desenhos abertos e abrimos somente o arquivo do backup. Se um código do backup não for usado em outra peça,não tem como dar problema.
Este é nosso método, se trocarmos de projetista 10.000 vezes, o ultimo DEVERÁ repetir esse processo. Como dizem por ai: Em time que esta ganhando não se mexe.

Carlos
Krepool
Diretor Industrial
CASCAVEL


 
Já passei por essa situação.
Na empresa que trabalhava contratamos o GED (Gerenciamento Eletrônico de Documentos) SAPROD DOC. Ele armazena todas as revisões e os projetos ficam salvos na nuvem, podendo ser baixados de qualquer computador com acesso à internet.
Acredito que esse programa possa ajudar. Caso não queira compra um software, organizar os projetos por revisão facilita também.
 
Thamires Carvalho

Já trabalhei com algumas maneiras de organização de documentação técnica gerada através de software cad, mais especificamente trabalhando com SolidWorks. Acredito que cada empresa deve usar o método que melhor satisfaz as suas necessidades, tanto quanto ao processo de fabricação de determinada peça, quanto a maneira de agrupar os desenhos, etc.. Trabalhei com um modelo de numeração de desenhos, qual era possível identificar o setor a que o item responde, o processo de fabricação que esse item sofre, uma classificação das séries de equipamentos comercializados e desenvolvidos nessa empresa, uma numeração sequencial e identificação da revisão. Dessa maneira possibilitava saber a que setor pertence o desenho, possibilita agrupar processos de fabricação de um mesmo equipamento, além de ter um controle do histórico de revisões dos desenhos, possibilitando a uma engenharia que não utiliza software de gestão conseguir se organizar de forma eficiente na sua engenharia.
Espero ter colaborado.

Wilson Seidel
Engenheiro Mecânico
wilsonseidel.eng@outlook.com 


 

Gostaria de compartilhar sua experiência? Participe desse debate detalhando como você realiza a organização dos desenhos e projetos de sua empresa! Descreva a metodologia utilizada, normas, políticas de revisão e alteração, formas de arquivamento e organização. Através de sua colaboração poderemos formar um guia para melhorar a organização e o setor de projetos de diversas empresas espalhadas em nosso Brasil e exterior!
 
 
Utilize o formulário abaixo para enviar sua experiência. Estaremos atualizando o artigo com o conteúdo recebido.

Não deixe de conferir na sequencia dois materiais que poderão servir de guias para a organização de arquivos e projetos, voltados para gestão das áreas de arquitetura e documentos.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *